quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Criança: criada para adorar a Deus

Será que os PROFESSORES terão que ENSINAR também os PAIS???

O homem foi feito para adorar a Deus. 
Isto é algo inerente do ser humano e podemos perceber isso através das crianças, pois "pela boca dos meninos e das criancinhas de peito tiraste o perfeito louvor" (Mt 21.6). Ser criança é muito bom... brincar, correr, sorrir, cantar... A adoração a Deus, mesmo vinda de uma simples criança, pode ser de coração e com o respeito e a reverência que o nosso Deus merece. Ele é Santo e deve ser adorado em espírito e em verdade. “Porque a minha casa será chamada Casa de Oração” (Isaías 56.7). Nosso papel é ensinar as crianças a adorarem a Deus e a respeitarem a Igreja do Senhor.
Quando a criança expressa um sentimento acerca de Deus através da Adoração e do Louvor ela o faz de forma alegre e descontraída. Devemos seguir este exemplo, e “servir ao Senhor com alegria”, pois “a alegria do Senhor é a nossa força”. Não entendo como existem crentes carrancudos, mal humorados e infelizes. A alegria do cristão deve ser contagiante como de uma criança.
Outra característica natural de maioria das crianças é a ousadia. Elas são destemidas e não se sentem inibidas ao entregar de todo coração sua adoração ao Rei dos reis. Cantam, pulam, se soltam e fazem declarações de amor a Deus que deixam muitos poetas no chinelo. Em Efésios 3.11 e 12 lemos que “segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus, nosso Senhor, no qual temos ousadia e acesso com confiança, pela nossa fé nele”. Essa ousadia deve permanecer na fé e na adoração, pois assim teremos acesso ao trono da Graça de Deus em meio aos louvores. Um louvor sincero com a mesma sinceridade de uma criança. E bem sabemos que o nosso Deus prova os corações e que se agrada da sinceridade, como está escrito em 1Cr 29.17.
Podemos perceber que toda criança é curiosa. Esta é mais uma qualidade que deve ser copiada por todos. O próprio Deus estimula a curiosidade e a busca pelo conhecimento, como está escrito no livro de Oséias 6.3 “Conheçamos e prossigamos em conhecer o SENHOR”. Precisamos adorar a Deus e conhecê-lo com intimidade, não só de ouvir falar, mas de com Ele andar. Esta intimidade deve ser renovada constantemente em uma verdadeira busca pela perfeição, tal como uma criança que busca fazer tudo certinho, assim deve ser a nossa adoração. Uma perfeita adoração, em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, para experimentar qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus como lemos em Rm 12.1e2.
Devemos levar as crianças a terem experiências de culto que sejam edificantes para suas vidas. “Cultuar é vivificar a consciência pela santidade de Deus, alimentar a mente com verdade de Deus, purificar a imaginação pela beleza de Deus, abrir o coração para o amor de Deus, dedicar o coração à vontade ao propósito de Deus.”
Ainda assim, devemos fazer nossa parte criando um ambiente onde as crianças possam responder a Deus com atos de adoração. Precisamos realizar cultos que estejam de acordo com o entendimento delas e nos quais elas sejam incentivadas a participarem. Muitos Pais deixam suas crianças fazerem o que querem na hora dos cultos – brincam, falam, andam – e não participam ativamente dos cultos. Pais que fazem isto estão perdendo a oportunidade de ensinar seus filhos conforme está escrito em Dt 6.4-9. “E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.” Devemos estimular nossas crianças a adorar o único Deus verdadeiro e dar a Ele uma adoração inteligente, ou seja, um culto racional, com total exclusividade, espírito voluntário e com coração contrito.
O Senhor nos convoca a ensinar diligentemente os nossos filhos sobre a fé em Deus. Falar a todo estante: assentado em casa, andando pelo caminho, deitando-te e levantando-te. Nos tempos do Antigo Testamento povo não tinha em mãos os recursos que nós temos hoje. As magníficas histórias e os ensinamentos de Deus eram passadas de pai para filho de forma oral. Esta foi a forma que Deus ordenou que fosse feita. Deus nos deu a habilidade de contar histórias como um recurso maravilhoso e empolgante. Não perca esta oportunidade: ensine os valores da adoração, motive, participe com ela e você estará formando o caráter de um verdadeiro adorador. Pois Deus procura a tais que assim o adorem: em espírito e em verdade. 
Andréa Cezar e Newton Cezar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Template designed using CRIANDO LAYOUTS